DYNAMO RECORDS - Official Website - All Rights Reserved 2016
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

Postado em 02 de Março de 2015 @ 16:33 | 86 views


Por Mário Valney

There is a factory clouds are made in” é como começa o refrão de uma das músicas do novo álbum da banda finlandesa Sonata Ártica e mesmo na “terra do forró”, aproximadamente 2 mil headbangers de Fortaleza se reuniram sábado passado (21) no Complexo Armazém para viver durante cerca de 1 hora e 40 minutos a celebração dos quinze anos do primeiro álbum (e divulgação do último lançamento), naquilo que se tornou um dos melhores shows que Fortaleza já viu.

O grupo liderado pelo vocalista Tony Kakko iniciou sua apresentação 5 minutos após as 22 horas, quando apagaram-se as luzes do palco e podemos ouvir as primeiras notas da introdução. Tommy Portimo (bateria) foi o primeiro a aparecer, vestindo uma camisa 10 da seleção brasileira, depois vieram Henrik Klingenberg (teclado), Elias Viljanen (guitarra), Pasi Kauppinen (baixo) e por último o Tony.

A primeira música do novo álbum foi também a música de abertura do show: “The Wolves Die Young“. Mas apesar da empolgação dos fãs com as músicas do Pariah’s Child, ficou claro que todos esperavam pelos clássicos naquela noite, quando “Losing My Insanity” (Stones Grow Her Name) e “My Land” (Ecliptica) foram tocadas em seguida. Sem falar de “Replica“, quando todas as quase 2 mil vozes (sabendo ou não a letra) cantaram juntas.

Após esse momento de emoção, temos que dar destaque a um dos melhores momentos do show com uma performance inesquecível do Tony na música Cloud Factory! Com direito a tapinhas na bunda, continência e nenhum segundo parado, Tony dançou como se estivesse bêbado (ou pelo menos enlouquecido de alegria) na sua cidade natal, que segundo ele falou antes da música, possui cerca de 21.000 habitantes, contra os dois milhões e meio de Fortaleza.

Confira matéria completa: http://www.respirandomusica.com.br/resenha/show-sonata-arctica-em-fortaleza/

Notícias

Postado em 25 de Fevereiro de 2015 @ 16:39 | 102 views


Depois do Recife a banda se apresenta em outras oito cidades brasileiras
Rômulo Melo/Cortesia

As expressões de ansiedade dos fãs que lotavam o Clube Internacional, na noite deste domingo (22), não deixavam dúvidas: para eles o momento que estava prestes a chegar era a realização de um sonho. O motivo é a vinda ao Recife, pela primeira vez, da banda finlandesa Sonata Arctica, que já soma mais de 20 anos de carreira e trouxe para a capital pernambucana a turnê do álbum Pariah’s Child.

No local do evento, os portões se abriram pouco antes das 19h. Logo cedo, fãs como o estudante de jornalismo Pedro Victor Cruz, 18, marcaram presença para acompanhar a apresentação inédita. “É uma banda que remete à minha infância. Conheço praticamente todas as músicas, ouço quase todos os dias. É, realmente, muito especial participar desse momento”. afirmou. Já o estudande de publicidade Rhavel Mateus, 23, só tinha certeza de uma coisa. “Quando eles subirem no palco eu sei que vou chorar”, declarou, já quase em lágrimas.

O show atrai fãs de várias cidades pernambucanas e estados vizinhos. As caravanas de fãs vieram de municípios como Caruaru, no Agreste, e Petrolina, no Sertão. Vindo de Natal-RN, o engenheiro da computação Marcos Santos, 25, disse que não podia deixar passar esta chance. “Um show desses por perto é raridade. Vale fazer um esforço e prestigiar a banda que acompanho há tantos anos”, salientou.

E quem veio de outros estados, assim como Marcos, recebeu as boas vindas com o show da banda pernambucana Terra Prima, que esbanjou peso e técnica em sua apresentação, empolgando o público. A euforia tomou conta de vez da casa logo na sequencia, quando o quinteto finlandês subiu ao palco entoando The Wolves Die Young, música do recém-lançado Pariah’s Child.

A euforia se tornou ainda maior quando as canções clássicas da banda começaram a ser anunciadas pelo vocalista Tony Kakko. E elas vieram numa sequência que empolgou a plateia. Alternando entre baladas e músicas mais pesadas, o Sonata emocionou com Losing My Insanity, My Land, Replica, Letter to Dana e Full Moon. A banda também impressionou o público com sua performance enérgica e visceral sob o palco. Músicas como Blood levaram os headbangers ao máximo do ‘bate cabeça’ e do tradicional ‘mosh’.

Matéria completa: http://www.leiaja.com/cultura/2015/02/23/sonata-arctica-traz-sucessos-e-deixa-fas-euforicos-em-pe/

Notícias

Página 17 de 21« Primeira...10...1516171819...Última »


 
DYNAMO PROD - Official Website - All Rights Reserved 2016